Não há como não lembrar de Ricardo Darín quando o assunto é cinema argentino!

Por Allef Silva

Recentemente surgiu a fantástica notícia de como o governo argentino irá trazer o cinema para escolas de ensino fundamental em algumas províncias do país como forma de cultura para os pequetitos niños. Resolvemos então trazer aqui um dos nomes mais lembrados pelos cinéfilos de plantão ao ouvir ao ler Cinema Argentino: Ricardo Alberto Darín, ou para os fãs Ricardo Darín.

Darín começou sua carreira no teatro aos 10 anos, ao lado dos pais. Logo ficou conhecido na tv local de seu país, virando ídolo rapidamente após protagonizar diversas séries e novelas. Também é roteirista, diretor de cinema, tv e teatro. Ganhou diversos prêmios internacionais, tendo sua estreia como diretor de cinema com o filme O Sinal (2007). Falar de cinema argentino sem nem ao menos pensar em Ricardo Darín, é como lembrar do Jornal Nacional e não lembrar automaticamente do “boa noite” de William Bonner. Confira uma lista com 5 filmes argentinos atuais que você precisa assistir, com a participação ilustre de Ricardo Darín no elenco.

1. Tese Sobre Um Homicidio

Filme dirigido por Hernán Goldfrid que nos traz uma trama dramática a respeito de um especialista em direito criminal (Ricardo Darín), que começa a ministrar um curso para alunos de direito. Enquanto essas aulas acontecem um assassinato ocorre e esse especialista resolve investigar o ocorrido. O filme traz um roteiro impecável, com minuciosas ondas de mistério (excelente para quem gosta de filme policial). Tese Sobre um Homicidio é uma boa escolha.

2. Um Conto Chinês

Para quem gosta de comédia bizarra, Um Conto Chinês vai te deixar pensando como vacas caem do céu. O filme é dirigido por Sebatián Borensztein e tem como história um velho senhor rabugento e recluso (Ricardo Darín), que tem um hobby muito peculiar de guardar noticias bizarras do mundo todo. Por Ironia do destino (ou não) esse senhor encontra um jovem chinês (Ignacio Huang), que não fala nada de espanhol. Mas apesar de uma postura rabugenta o velho homem tem um bom coração, ajudando assim o rapaz e juntos irão viver bizarrices, mostrando um laço de amizade fortíssima sem precisar entender nenhum diálogo formal entre si.

3. Elefante Branco

Para quem ainda não acredita no potencial de Ricardo Darín em suas atuações, Elefante Branco nos traz um choque de realidade e mostra que o ator também entende bem como atuar, mostrando a realidade do seu país. O filme conta a história de dois padres interpretados por Darín e Jérémie Renier, no meio de uma periferia argentina que está consumida pela violência e pelo crime. Esses dois padres terão de lutar pela igualdade e ajuda do governo, junto com alguns voluntários do próprio local. O filme nos traz uma carga dramática pesada e é um boa pedida para entendermos como é esse conflito dos nossos hermanos.

4. Relatos Selvagens

Dirigido por Damián Szifron, Relato Selvagens não traz somente um personagem principal. mas sim outros cinco contos onde Ricardo Darín participa de um deles. São como 5 curtas dentro de um único filme que passam uma mesma temática. Situações de estresse, insegurança, emoções. O motivo de colocar esse filme na lista é sua importância como obra de arte.

5. O Segredo dos Seus Olhos

Dirigido por Juan José Campanella, O Segredo dos Seus Olhos nos traz uma temática muito parecida com aquela pitada investigativa de Tese Sobre um Homicidio. Ricardo Darín é um velho aposentado do cargo de oficial de justiça que resolve escrever um livro e comenta sobre um dos crimes no qual estava investigando, de uma jovem mulher assassinada. No decorrer do filme ele mostra como conheceu o marido da falecida, suas investigações e procura de suspeitos, e também sobre seu caso amoroso com uma colega de trabalho. Cheio de mistérios e de narrativa sútil e impecável, com um plot twist mais genial da história do cinema argentino.