Act-Age
Animes e Mangás

Act-Age | Shonen Jump cancela o mangá após autor ser preso; entenda

Diego Barbarossa

10 ago, 2020

A revista Shonen Jump, da Shueisha, anunciou em sua rede social que o mangá Act-Age, de Tatsuya Matsuki e Shiro Usazaki, está cancelado - sendo a edição 37ª, que será lançada este mês no Japão, a última.

Outro serviço da Shueisha, o Manga Plus, também anunciou que não vai mais publicar o mangá em sua plataforma, não lançando nem o último capítulo (via ANN).

No último sábado (8), o autor de Act-Age, Tatsuya Matsuki (Shiro é o quadrinista) foi preso sob a acusação de cometer assédio sexual com estudantes do ensino médio no Japão.

De acordo com o NHK, uma garota foi à policia depois de ser abordada por um estranho que estava em uma bicicleta e este lhe assediar sexualmente. Após a investigação das câmeras de vigilância, descobriu-se que outro caso, também com uma estudante, envolvia o mesmo homem que aparecia nas imagens e chegou-se ao nome de Tatsuya Matsuki como principal suspeito.

Com isso, o departamento editorial da Shonen Jump se manifestou através de um comunicado falando sobre o cancelamento da obra. Leia abaixo:

"Matsuki Tatsuya, autor de Act-Age, foi preso em 8 de agosto de 2020.

O departamento editorial leva esta situação muito a sério, e depois de confirmar o assunto e discutir com Shiro Usazaki, o artista da série, chegamos à conclusão de que é impossível continuar com sua serialização. O capítulo que está na edição combinada 36/37 da Weekly Shonen Jump será o capítulo final.

É extremamente lamentável ter que terminar uma série que tem recebido tanto apoio de tantos leitores desta forma. No entanto, essa decisão foi tomada devido à natureza do incidente e porque a Shonen Jump reconhece o peso de sua responsabilidade social.

Oferecemos nossos mais profundos pesares e desculpas aos nossos leitores. Este é um momento difícil para Usazaki, mas o departamento editorial o oferece nosso apoio e incentivo para trabalhos futuros".

Para uma melhor compreensão do caso, apesar das divergências culturais e legais com o Japão, podemos utilizar o Código Penal brasileiro como base. Segundo o art. 216-A, assédio sexual é definido como o ato de constranger alguém com o intuito de obter vantagem ou favorecimento sexual, prevalecendo-se o agente da sua condição de superior hierárquico ou ascendência inerentes ao exercício de emprego, cargo ou função.

Vale também ressaltar que, para que ocorra o assédio, é necessário o não consentimento da pessoa assediada e o objetivo por parte de quem assedia é de obter vantagem ou favorecimento sexual.

Lançada desde janeiro de 2018, a série Act-Age logo passou a ser publicada no ocidente pela Viz Media. Em 2019, a obra estava na 43º premiação da Kodansha, Manga Awards, além de ser confirmado uma peça teatral baseado no mangá.

Deixe um comentário