Episódio 12 de Marvel – Punho de Ferro traz muita ação e acerto de contas antes do desfecho

Ward Meachum (Tom Pelphrey) volta após um tempo sumido e internado no hospital psiquiátrico. Bakuto (Ramon Rodriguez) surge para ele, cura-o do seu vício da droga produzida e vendida anteriormente por Madame Gao e faz uma tentadora proposta: eliminar Harold (David Wenham) em troca de ajuda para encontrar o Punho de Ferro.

Danny Rand (Finn Jones), Colleen Wing (Jessica Henwick) e Davos (Sacha Dhawan) estão reunidos, pensando na melhor estratégia para derrotar Bakuto. Acontece que Davos não confia em Colleen devido ao seu papel como membro da Tentáculo, e isso é motivo para uma série de desentendimentos.

Mas Bakuto escolheu um modo eficaz de atrair o Punho de Ferro: invadiu o apartamento de Harold, matou seus seguranças e baleou Joy (Jessica Stroup) com a promessa de fazer muito pior caso ele não apareça. Sendo assim, Danny decide se entregar ao Tentáculo, mas não sem usar suas cartas na manga que são Davos e Colleen. Uma série de lutas ocorrem a partir daí: Danny contra Bakuto, Bakuto contra Colleen (numa sequência brega e bacana na chuva) e Davos contra Danny. O resultado disso é Bakuto morto e Davos de volta a K’un-Lun, aparentemente.

Enquanto isso, Harold e War protagonizam seu “casos de família” particular enquanto Joy passa por cirurgia no hospital. No final, sabemos que o patriarca Meachum armou para Danny, incriminando-o de alguma forma pelas drogas vendidas por Gao.

“A cabeça da serpente” é um episódio bem rápido de assistir, com poucos mistérios e mais ação do que o comum em Marvel – Punho de Ferro até então. Para o desfecho da temporada, fica em aberto questões como se Davos realmente voltou para K’un-Lun, como Danny irá (e se é que vai) derrotar Harold, além do sumiço repentino do cadáver de Bakuto.

Patrocinado

Comentários