Dos produtores da série indicada ao Emmy “The Story of God com Morgan Freeman”, nova produção dá contuinuidade à franquia para explorar temas como amor, poder, rebelião e liberdade

Por que algumas pessoas subiram ao poder e outras não? Por que nos apaixonamos, não só como casais românticos, mas por amigos e estranhos? Como foi que a nossa necessidade de compartilhar convicções criou a cultura humana? O NATIONAL GEOGRAPHIC busca respostas a essas grandes questões e muitas outras na nova série “The Story of Us com Morgan Freeman“, que estreia no sábado, dia 20 de janeiro, às 22h30.

Dos criadores da aclamada série “The Story of God com Morgan Freeman“, essa continuação da franquia de sucesso do NATIONAL GEOGRAPHIC mostra novamente Freeman em uma viagem ao redor do mundo para conhecer pessoas de diversas culturas cujas vidas são traçadas de maneiras surpreendentes por diferentes razões, desta vez explorando temas que unem todas as pessoas. Confira imagens na galeria:

Em uma época em que os acontecimentos mundiais parecem dividir culturas, “The Story of Us” pretende revelar a humanidade em comum nas pessoas. Cada um dos seis episódios explora uma única força ou tema fundamental: liberdade, paz, amor, divisão social, poder e rebelião. Ao longo da viagem, Freeman conhece e fala com poderosos líderes mundiais, pessoas comuns com histórias extraordinárias e muito mais.

“Falar com três presidentes e dois vencedores do Prêmio Nobel da Paz, além de viajar para regiões remotas da África e da América Central foi uma experiência inesquecível para mim. Foi uma viagem incrível ao redor do mundo para entender como a cultura humana tomou tantas formas diferentes“, disse Freeman.

Freeman viaja para diferentes partes do mundo, incluindo a América Latina, para entrevistar diferentes personagens que incluem:

  • Bill Clinton: o ex-presidente americano fala sobre o que significa suportar o peso de exercer um grande poder, tanto nos Estados Unidos como no resto do mundo.
  • Evo Morales: primeiro Presidente indígena da Bolívia e da América Latina.
  • Paul Kagame: o presidente de Ruanda, cujo povo conseguiu estabelecer a paz após a guerra civil.
  • Joshua Coombes: cabeleireiro londrino que iniciou o #DoSomethingForNothing, ação que encoraja atos diários de bondade. Ele corta o cabelo de sem-teto para ajudá-los a recuperar a dignidade.
  • Rigoberta Menchú: ativista político ganhador do Prêmio Nobel que dedicou sua vida à defesa dos direitos indígenas, gravado na Guatemala.
  • Albert Woodfox: preso que ficou em prisão solitária por 43 anos nos EUA. Sua condenação foi anulada em 2014 e ele foi libertado em 2016.
  • Megan Phelps-Roper: membro proeminente da Igreja Batista de Westboro, antes de abandoná-la em 2012. Desde então, tornou-se defensora das pessoas e ideias que costumava desprezar, especialmente o valor de ter empatia pelas pessoas que têm diferentes ideologias.

Comentários