2ª Temporada de Stranger Things finalmente chegou na Netflix. Selecionamos alguns pontos que poderiam ser explorados na 3ª temporada da série dos irmãos Duffer, mas cuidado com SPOILERS!

Stranger Things está de volta! A segunda temporada da série conseguiu manter a qualidade do primeiro ano, mesmo não tendo ao seu favor o elemento surpresa, cativando milhões de espectadores em 2016. Como a maioria das séries Netflix, Stranger Things 2 já veio com todos os episódios disponíveis para maratonarmos, ou seja, muitas pessoas já terminou de assistir no primeiro final de semana depois da chegada.

Dessa forma, vamos conjecturar sobre algumas possibilidades para a 3ª temporada da série dos irmãos Duffer:

1. 008

A primeira cena de já introduz uma nova personagem para a mitologia criada nesse universo. Assim como Jane (Onze, Eleven), há outra sobrevivente dos experimentos promovidos pela organização secreta do governo que atua em Hawkins. Com o número 008 tatuado em seu braço, Kali (Linnea Berthelsen) teve pouca participação, mas despertou diversas questões: será que há mais crianças além dela e Jane (Millie Bobby Brown)? Para onde Kali fugiu? Se bem trabalhada, esses assuntos têm tudo para ser o eixo principal da trama de Stranger Things na 3ª temporada.

2. Terry Ives (mãe de Jane)

Se a segunda temporada se dispôs a trazer justiça para Barb (Shannon Purser), nada mais justo que o mesmo ocorra com a mãe de Jane, Terry Ives (Aimee Mullins). Cheia de sequelas devido aos abusos sofridos com os experimentos (além do trauma de ter sua filha sequestrada), Terry ajudou sua filha a encontrar a irmã de criação, mas por qual motivo? Isso ainda não foi explicado, e seria muito legal se acontecesse um reencontro entre Eleven e sua mãe numa condição sã, mesmo que seja no subconsciente.

3. Novos vilões

Chega de Demogorgon! Apesar de bem trabalhado, já tivemos bastante dessa espécie ao longo de duas temporadas, então seria legal vermos o Devorador de Mentes convocando um exército bastante diversificado para a 3ª temporada de Stranger Things (deve ter outras criaturas horrendas no Mundo Invertido, certo?). Além disso, temos o promissor lado malvado de Billy (Dacre Montgomery) a ser desenvolvido.

4. Relacionamentos amorosos

A atual temporada terminou apontando para alguns relacionamentos amorosos, como Lucas (Caleb McLaughlin) e Maxine (Sadie Sink), Mike (Finn Wolfhard) e Jane, além de uma provável aproximação de Jim Hopper (David Harbour) e Joyce (Winona Ryder). Como há grandes chances de que a terceira temporada de Stranger Things só chegue em 2019, vai ser interessante ver como será trabalhada a dinâmica desses adolescentes ainda mais crescidos lidando com questões da juventude.

5. Max

Maxine foi uma interessante introdução a Stranger Things, junto com seu meio irmão Billy. De temperamento forte, mas sem deixar de ter um coração bom, a garota acabou conseguindo seu espaço no grupo de amigos, acrescentando um bom tom de diversidade ao grupo. Para a terceira temporada ainda há alguns pontos a serem resolvidos, como a inimizade com Jane (uma intriga bastante boba a princípio).

6. “Papai”

No encontro entre Jane e Kali, é mencionado que o Dr. Brenner (Matthew Modine) não está morto, com direito a uma aparição do personagem em forma de ilusão para Eleven. É óbvio, no entanto, que o significado da cena é dizer que ele está vivo como um “fantasma” na cabeça de Jane pois ela está num momento de transição de personalidade. Mas e se o doutor estiver mesmo vivo? Sua última cena foi sendo atacado pelo Demogorgon na 1ª temporada, mas vai saber… poderia ser o gatilho para um novo mistério de Stranger Things.

7. Além de Hawkins

Como os produtores já avisaram, a partir da 3ª temporada de Stranger Things a trama deve sair da pequena cidade de Hawkins, e já tivemos um gostinho disso na introdução desse ano, além do episódio 7. Será interessante ver a perspectiva do Mundo Invertido em outras cidades, não?

Comentários