Na Nerd Ale dessa semana, falamos um pouco sobre o impacto da cerveja na cultura nerd / geek

Associar álcool e eventos/produtos com forte apelo infantil é um tabu por motivos óbvios: consumir qualquer bebida alcoólica antes dos 18 anos é proibido. Desse modo, não é qualquer marca que buscará vincular anúncios de cervejas em seu produto. Lidamos bastante com isso no mundo nerd: Dragon Ball, Homem-Aranha, Batman, entre outros, possuem um público adulto considerável, mas a grande maioria são crianças e adolescentes.

Leva-se em conta também o julgamento moral e religioso. Socialmente, alguns grupos tendem a considerar bebida alcoólica “coisa de vagabundo” e, mesmo quando sem preconceito, há uma cautela exagerada por conta do medo de ver um amigo ou ente querido se tornar viciado. Quanto à religião, muitas trazem essa carga social supracitada, além outras tantas terem como princípio divino não consumir cerveja ou seja qual for a bebida.

Mas há alguns pontos a serem ressaltados. A presença de cerveja (sejam artesanais ou não) em certos ambientes não é sinônimo de baderna e caos. Pelo contrário, em muitos casos ela será instrumento de convívio saudável do ponto de vista social, impulsionando assim um mercado local devido à grande demanda para esse tipo de produto/serviço.

Até a Disney tem dado passos para a quebra desses tabus, não por ideologia mas por simples questão de mercado obviamente. Visando o público adulto, há bares especializados tanto nos entornos quanto dentro de seus parques. Em Orlando, na Universal, a cerveja amanteigada de Harry Potter é bastante consumida (disponível com e sem álcool, apesar de que não se trata de uma cerveja de verdade).

Por aqui, não conseguimos nem liberar o consumo de cervejas convencionais nos estádios de futebol (deixando de lado um enorme potencial de arrecadação). O argumento é de que o álcool motiva a baderna, discussão longa, que envolve países e suas culturas (na Alemanha, por exemplo, o consumo é liberado e os bons modos são mantidos), mas será que não poderíamos ter cervejas artesanais em eventos nerd/geek no Brasil, como a CCXP?

A maioria desses eventos são cansativos, muitas vezes com adultos levando a família… uma cerveja seria muito bem vinda para relaxar. Se deixarmos de lado a questão legal (é bem possível que a legislação brasileira não permita essa comercialização, mas não possuo essa informação ainda), fica a dica para uma nova empreitada dos eventos nerd pelo Brasil. E seria incrível mesclar nossas compras de action figure e quadrinhos com uma linda e bem elaborada cerveja.

Sem contar que cervejas especiais se enquadram perfeitamente na dita cultura nerd, que nos tempos atuais é mais pop do que qualquer outra coisa. Há o apelo visual das embalagens bem elaboradas como as da Dogma, Roleta Russa e Hocus Pocus (veja alguns exemplos na galeria abaixo). Existe também uma infinidade de sabores da mais variada complexidade (IPA, Weiss, Stout, Lager e subtipos) quando tratamos de paladar, digna de discussões tão ferrenhas quanto tratar sobre os multiversos Marvel ou DC com seus reboot e retcon nas HQs.

Então, caso goste de cerveja e tenha mais de 18 anos, não deixe de conhecer os festivais de cerveja artesanal mais próximo de você (vamos citar alguns que ocorrem pelo Brasil num post futuro). Fale com seus amigos e amigas sobre seus estilos preferidos, permitam-se enriquecer mais o seu paladar mesmo que apenas por alguns momentos. Seu bem-estar agradece. Saúde!

Comentários