Se você esteve na internet nos últimos dias, provavelmente leu ou ficou sabendo de mais uma polêmica envolvendo Silvio Santos e Maisa. A atriz cresceu e hoje já tem 15 anos – sim, você está ficando velho! – mas apesar da pouca idade, Maisa tem se tornado um ícone feminista para o público mais jovem. No programa em que a polêmica aconteceu, ela e Dudu Camargo – um jornalista teen do SBT – foram incentivados por Silvio Santos a ficarem juntos, afirmação que Maisa firmemente rebateu com: “Vim aqui para trabalhar”.

Recomendo que acompanhe o resto da história na internet – você vai se surpreender com a quantidade de polêmicas que o tal Dudu se envolveu em apenas uma semana. Foram tantas que até o Não Salvo fez um vídeo explicando tudo. Apesar de boas, essas polêmicas não serão o foco do texto. Voltemos à Maisa… logo após ver que a situação tinha viralizado, a atriz escreveu um texto em suas redes sociais dizendo que entende que uma adolescente de 15 anos se defendendo daquela forma seja chocante.

Somos expostas desde muito novas ao machismo. Desde cedo passamos por assédio, piadas e desrespeito em todos os meios e sempre fomos ensinadas a aceitar ou ignorar tudo de cabeça baixa. É por textos e declarações com esse padrão que Maisa tem se tornado cada vez mais uma representante da nova geração de mulheres que está surgindo e que não aceita passar por isso de boca fechada.

Fico muito feliz ao entrar em grupos feministas e encontrar meninas ainda pré-adolescentes já tão empoderadas, falando sobre relacionamentos abusivos, dando conselhos, não tendo neura quanto à aparência… Meninas ainda tão novas, mas com atitudes de mulher! E isso tem crescido cada vez mais, pois a nova geração de mulheres que vem por aí tem a mente aberta e está disposta a trazer todas as amigas para o movimento. Talvez olhar para trás e ver o que as mulheres já sofreram antes de nós esteja dando certa consciência para a nova geração, que não está disposta a passar pelos mesmos problemas em silêncio.

Internacionalmente, podemos citar Zendaya. A atriz de Homem-Aranha: De Volta ao Lar trabalhou muito nova no Discovery Channel, mas é exemplo de empoderamento, principalmente por suas declarações sobre racismo. Também temos Millie Bobby Brown, a Eleven de Stranger Things tem apenas 13 anos, mas também é exemplo de discursos empoderados e inspiradores, assim como a quebra de esteriótipos de beleza.

É de mega importância que existam celebridades nessa faixa etária influenciando meninas a terem atitudes firmes e a não aceitarem condições machistas que são impostas a elas. O público nerd, que infelizmente é tão misógino é tóxico para as minorias, já deve se preparar, pois a nova geração que está chegando não está disposta a sofrer calada. E que isso só melhore! Viva a nova geração!
Publicidade
Loading...

Comentários