Nesse sábado fomos surpreendidos com uma triste notícia para o mundo dos quadrinhos. Steve Dillon, grande desenhista famoso por seu trabalho junto com o roteirista Garth Ennis, morreu aos 54 anos. A morte foi confirmada por seu irmão no twitter mas a causa ainda não foi descoberta, rolam boatos que ele estava doente já algum tempo, baseado em sua aparência nos últimos meses enquanto divulgava a série Preacher juntamente com Ennis. Ambos estavam bem empolgados e participaram da produção, elogiando os caminhos que os roteiristas da série tomaram.

Dillon tinha, claramente, uma arte limitada. Muitos dos seus personagens se pareciam e ele não inovava muito em seus enquadramentos. Mas existiam histórias em que sua arte encaixava perfeitamente. Ela brilhava sempre quando estava em conjunto com o roteiro de seu grande parceiro, o irlandês maluco Garth Ennis. Nenhum artista conseguia transpor melhor o humor negro e sarcástico das histórias de Ennis como Dillon. Sua arte caricatural e sua violência cômica eram perfeitos para as histórias do pastor Jesse Custer em Preacher ou do Justiceiro Frank Castle.

Impossível falar de Preacher sem pensar nos rostos dos seus personagens principais. É uma das minhas hqs favoritas e com certeza mudou minha vida com certas críticas sociais e contra religiões, além de me inspirar com o seu traço caricatural e cômico. A violência exagerada, o humor escatológico e os acontecimentos bizarros ficavam ainda mais engraçados com a arte de Dillon. Impossível imaginar Preacher feito por outro artista, tanto que ele desenhou todos os 60 números da hq e alguns especiais.

Falando em violência humorística. Temos O Justiceiro de Ennis e Dillon, seguindo uma ideia muito parecida com a hq do reverendo. As caras de capangas idiotas que Dillon fazia e as cenas de violência extrema e absurda eram verdadeiras obras de arte e conversavam bem demais com o texto de Ennis, novamente. E não podemos terminar sem falar da parceria dos dois em Hellblazer, trazendo algumas das melhores histórias do mago inglês.

Steve Dillon podia não ser um excelente e inovador desenhista de hqs, mas ele sabia passar emoção e comédia com sua arte, principalmente quando conectadas a um roteiro afiado como os de Garth Ennis. Realmente é uma grande perda para a indústria e vai deixar saudades. O que podemos fazer agora é reler as revistas antigas e nos divertir com sua arte….até o fim do mundo.

Resultado de imagem para preacher cassidy saint killers

Resultado de imagem para preacher until the end of the world

 

Publicidade
Loading...

Comentários