Fila enorme de crianças na Bienal: livros de Minecraft? Pokémon Go? Não! Só querem conversar um pouquinho com o pai da Mônica

14080871_1104407709641781_1969814123_nA Arena Cultural BNDES é um dos melhores palcos da Bienal do Livro de São Paulo 2016. Lá acontecem palestras e bate papos com diversos ícones dessa e de outras gerações. Sendo assim, ninguém melhor do que o lendário Mauricio de Sousa para dar o ar da graça no local. O pequeno atraso não abalou as cerca de mil pessoas que ocuparam o espaço originalmente destinado a metade dessa conta.

Sua história já foi contada inúmeras vezes por aí, mas quando trata-se do criador da Turma da Mônica, repetição não é sinônimo de redundância.

A palestra teve início justamente com a infância de Maurício de Sousa e como ele se apropriava dos cadernos do pai para desenhar, e a forma como ao invés de tomar uma bronca, ele ganhava um caderno novo e idêntico para continuar a fazer o que queria (ser uma criança, basicamente). As coisas andaram ao sabermos o momento onde ele aperfeiçoou seus traços, junto com um pouco do processo de criação dos seus inúmeros personagens (Horácio é seu alter-ego).

14182119_1104407699641782_741228662_nTambém tivemos espaço para a Mauricio de Sousa Produções. Seus cerca de 500 funcionários (onde dezenas desses são desenhistas), projetos em andamento, sua estrutura e área de atuação. São muitos países envolvidos e foi interessante saber que a Indonésia é o país mais consumidor de seus produtos depois do Brasil. Outro detalhe é que futuramente deve ocorrer um encontro do Horácio com a Hello Kitty no Japão! Tudo isso transmitido com a simpatia raramente especial que o octogenário pai da Turma da Mônica possui.

Foi por isso que a dita palestra tomou contornos de homenagem a Mauricio de Sousa logo nas perguntas do público, e não poderia ser diferente. Eram professores entregando carta de carinho dos alunos, fã mostrando tatuagem (s) da Mônica, Magali e Cebolinha, marmanjo chorando junto com as declarações de amor dos pequenos, pedidos de autógrafo antes da hora… uma hora de programa acaba sendo pouco.

Mas Turma da Mônica na Bienal não se resume a uma palestra. O CosmoNerd irá mostrar pra você através do nosso canal no YouTube o quão grandiosa foi a presença dessa franquia nacional no evento, que contou com exposição da história da empresa Mauricio de Sousa, jogos interativos, sessão de autógrafos do grande ídolo, além de uma interessante forma do fã criar um personagem de si mesmo e sair da bienal com uma revista própria e única.

Um causo da palestra

Uma das primeiras falas do Mauricio foi a pergunta que arrepiou boa parte do público, bem direta: “Quem aqui aprendeu a ler com a Turma da Mônica?”. Quase todos os presentes levantaram a mão, pessoas de diversas idades. “É uma escola bem grande, não é mesmo?” –  Concluiu.

E como é!

Comentários