Após a cena pós-credito de Vingadores: Guerra Infinita, muitos se questionaram o porquê de Nick Fury não ter convocado a Capitã Marvel para resolver os problemas da invasão, logo no primeiro filme dos Vingadores, e apenas convocando a heróina já quando o vilão Thanos tinha dizimado metade da galáxia.

No quadrinho, temos um prelúdio para o filme da Capitã Marvel, onde Fury em uma conversa explica que a Capitã Marvel é um plano B, e que deveria ser chamado em casos extremos. Fury diz, que se ele e Maria Hill fizerem seu trabalho direito, nunca precisarão chamar a heróina.

O filme será muito mais focado na personagem do que em seus poderes, além de contar com o trabalho de Pinar Toprak, a primeira mulher a compor uma trilha sonora para um longa de super-herói.


Capitã Marvel 
tem estreia prevista para 7 de março de 2019 no Brasil.