O 19° titulo do selo Graphic MSP, traz o personagem que é a cara do criador desse universo todo. Mauricio de Sousa permitiu que o quadrinista Fabio Coala, brincasse com o pequeno Tiranossauro Rex herbívoro, em uma historia que parece uma animação e emociona em seu final

O pequeno Horácio sempre me cativou, pois suas historias eram bem diferentes de todo o universo criado por Mauricio de Sousa. Estava tudo ali, desde seu traço, que obviamente remetia à turminha da rua do Limoeiro, mas tinha algo diferente em tudo o que eu lia do pequeno dinossauro verde. Havia uma carga filosófica e às vezes analítica do universo, que quando pequeno não entendia muito bem, mas sabia que a aura era diferente.

Cresci e as historia do Horácio bateram na minha vida de uma outra forma, vi as dores dele e me identifiquei. Descobri anos mais tarde que esse personagem era meio que um xodó do Sr. Mauricio, o personagem que o pai da Mônica e da turminha fazia questão de escrever e não deixava ninguém brincar nesse playground jurássico. Até agora.

Tá certo que tivemos histórias curtas nas graphic que deram origem ao lindo selo que acompanhamos sempre com muito afinco, mas ainda não tínhamos uma historia longa. Eis que o quadrinista Fábio Coala (Mentirinhas, O Mostro) chegou querendo brincar nesse universo e convenceu nosso querido Sidão e o próprio Mauricio de Sousa, dando origem ao 19° titulo das Graphic MSP: Horácio – Mãe.

Em Horácio – Mãe, Fabio apresenta um belo conto, com um traço muito singelo e fluido, digna da linda história que marcou a minha infância, do pequeno Litlefoot na animação Em Busca do Vale Encantado, num roteiro da busca do Horácio por sua mãe, ajudando e fazendo amigos me ligaram ao filme do pequeno dinossauro pescoçudo.

A busca por sua mãe, os momentos de pavor e o elo de amizade forjado no decorrer do conto fazem com que me sinta em um lugar confortável, de quando criança assistia a filmes como Fievel – Um conto Americano, Goonies, Conta comigo e a saga de Litlefoot. Amizades seladas nas dificuldades e nos momentos decisivos desses personagens.

Amigos conhecidos pelos leitores são apresentados de uma forma maravilhosa e crível, e funcionam demais para um novo publico, pois são introduzidos cada um no momento ideal para o crescimento do nosso herói vegetariano, mas cada um tem sua alma própria e estão juntos para fortificar esse elo tão belo.

O livro como sempre vem recheado de informações sobre o personagem, resgatando assim historias clássicas. E ainda somos agraciados com algumas tirinhas de Fabio Coala, que mostra que a escolha de autor, foi correta.

Em um brinde maravilhoso que mostra o quanto Fabio está confortável em jogar nas regras das MSP’s, mostrando um total conhecimento do personagem e de todos que estão à sua volta, Horácio – Mãe é uma excelente aventura, com um inicio que se liga com tudo o que é dito e emociona, tirando lágrimas em seu fim e vários sorrisos no decorrer da viagem.

Comentários