Venha explorar o universo dos jogos Indies.

2016 foi um grande ano pro cenário de jogos INDIE, e fica difícil categorizar o que podemos encontrar nesse gênero que abriu espaço em meio a milhares de jogos tradicionais e até anuais presos a uma mesmice confortável.

Ao certo eu posso confirmar que dentre os melhores títulos sempre podemos encontrar um carinho especial dos criadores da maioria desses jogos, algo diferenciado que parecia estar perdido por muitos anos, eu costumo dizer que o gênero INDIE consegue trazer o amor que temos pelos clássicos de volta de uma forma bem melhor explorada.

Com poucas limitações tecnológicas, comparadas as dos primórdios no mundo dos jogos, temos títulos com gostinho de nostalgia (proposital) com seu próprio charme e apelo a fã antigos de títulos já consagrados como Zelda, Castlevania, Metroid e etc, e a um novo público que se envolve com todo o bom trabalho feito nesses novos jogos que já fincaram uma bandeira como novos clássicos.

Temos ótimos exemplos que mostraram como deve ser feito, Shovel Knight, Undertale, Super Meat Boy e vários outros são títulos conseguiram por meio de muito esforço e excelente competência nos trazer o melhor de gêneros diferenciados e até esquecidos em meio a tantos jogos de FPS e MOBAS que estavam tão fortes nos cenários até então.

E em 2016 não foi diferente, um ano que eu deixei de lado os jogos TRIPLE A e fui explorar esses gênero e amigos eu não me arrependo.

Sempre abarrotei meu computador de RPG’s e acredito que nunca cansei do gênero desde que comecei com Chrono Trigger e o dentre os INDIES não me decepcionei nem um pouco quando conheci Darkest Dungeon.

Um RPG difícil e cansativo que afasta qualquer um que não esteja acostumado em sofrer com dificuldades ridículas impostas pelo jogo, porem as recompensas quando se aprende a jogar são quase tão boas quanto derrotar um boss em Dark Souls.

Em um mundo totalmente influenciado por HP Lovecraft onde os guerreiros devem se manter sãos para prosseguir, mas como se manter são diante de tanta desgraça?

Levei um tempo para finalizar Darkest Dungeon, chegando a deixa-lo de lado varias e varias vezes, porem por um motivo totalmente válido: Hyper Light Drifter

Esse jogo e incrível, eu admito que nunca fui muito fã de Zelda, nunca tive um Nintendo 64 e só fui conhece-lo no GBA muito tempo depois, porém só fui entender o amor que as pessoas tem por esse título depois de jogar horas e horas a fio de Hyper Light Drifter.

Um jogo simples sem falas sobre um mundo com tecnologias adormecidas cheio de batalhas, puzzles e Chefões trabalhosos de serem derrotados. Dos gráficos em 16-bits a jogabilidade incrível Hyper Light Drifter é um dos meus jogos INDIES mais recomendados para aqueles que são apaixonados por “Zelda Like Games”.

E pra finalizar termino falando que, ate então, NUNCA consegui entendi meus amigos que jogavam Animal Crossing ou Harvest Moon, joguinhos de fazenda que exigiam uma dedicação quase que diária. Me perguntava como era possível plantar e colher o dia inteiro podia divertir alguém, isso ate eu conhecer Stardew Valley.

Stardew Valley parece um jogo simples mas tem tantas coisas dentro de um projeto que parece tão pequeno que e de impressionar. Um jogo sobre um rapaz que herda uma fazenda abandonada de seu avô e resolve cuidar dela, um Plot tão simples quanto o simples pode ser, porém Stardew Valley e uma experiência muito maior que apenas você cultivando hortas e mais hortas. Os NPCS do jogo são todos carismáticos e envolventes, todos os dias há acontecimentos que ocupam o jogador, um verdadeiro “Life Simulator“ de ótima qualidade, jogo nos primeiros minutos de jogo fui fisgado e Meu Deus quase não consigo parar de jogar.

Hoje em dia quando penso nesse jogo me vem ótimas lembranças que nunca pensei que teria em um jogo sobre um fazendeiro, chego a sentir uma pontada de arrependimento de não ter jogado Harvest Moon na época, mas admito que foi uma ótima experiência jogar esse tipo de gênero sem ter experimentado nada do tipo antes.

Esse ano temos várias promessas no cenário INDIE e espero poder recomendar jogos desse gênero sempre que possível para que mais desenvolvedores se sintam instigados a tentar a sorte no meio de tantos jogos já consagrados.

Patrocinado

Comentários