Preparado pra Salvar a Galaxia abordo de um robô militar gigante?

Eu devo avisar que tenho um amor sobrenatural por jogos multiplayers, tem algo em competir que me faz bem e tudo começou em Metal Warriors!

Esse jogo é daquele tipo que por mais que faça tempo que não tenha jogado ele fica ali na lembrança, na época tinha pouco contato com coisas do futuro, robôs gigantes e guerras espaciais e esse jogo foi minha introdução a esse mundo.

Desenvolvido pela LucasArts faz me questionar se esse universo distópico se passa no mesmo universo de Star Wars. Metal Warrior se trata de um jogo de plataforma onde você, um Tenente nessa guerra espacial se vê perdendo espaço pros vilões ameaçadores do jogo que estão rapidamente dominando e explorando vários planetas! E cabe a ninguém mais ninguém menos que você a salvar o universo!

Como eu amo esse tipo de histórias, tão megalomaníacas, tudo isso pra justificar varias e varias horas de robôs gigantes lutando ate virar sucata em um combate espacial. E eles podem ate não parecer gigantes mas graças a maravilhosa mecânica que poder escapar do seu robô antes dele ser destruído e tentar encontrar outro antes de ser esmagado por seus inimigos.

O Verdadeiro Valor

A verdade e que tanto o modo historia quanto o próprio plot do jogo não são tão importantes, afinal o ponto forte de Metal Warriors está no multiplay, na verdade um dos melhores jogos de combate um contra um (o famoso PVP) que já joguei. Eu sempre escolhia o Spider, um robô complexo de se movimentava rápido, andava pelo teto e ainda tinha a maravilhosa habilidade de ficar invisível! De longe um dos mais difíceis de jogar porém valia a pena quando se aprendia a jogar.

A ação não deixa a desejar em nem um momento enquanto você caça o seu oponente pelo mapa e pelo caminho vai achando itens que podem lhe dar vantagens ou ate robôs extras, caso você esteja na pior em um combate frente a frente.

Esse jogo sempre é citado nas rodas de amigos quando se fala de bons jogos “de dois” do Nintendo, era emocionante desafiar as outras crianças da locadora nesses combates curtinhos, mas emocionantes. Não vou dizer que sinto falta de Metal Warriors pois a verdade e que hoje em dia os “Shooters” melhoraram bastante e a qualidade dos jogos competitivos/cooperativos também não deixam a desejar.

Sem Sucessores

Apesar de Metal Warriors não ter continuação, pra mim seu sucessor espirital é, sem sombra de duvidas, Titanfall 2, afinal todas a jogabilidade esta la, uma guerra, combate contra outros robôs militares e o fato de você poder sair do seu robô e não ser completamente inútil (ate certo ponto).

Tenho ótimas lembranças desse jogo e dos momentos que ele proporcionou a toda uma geração, sim é uma pena não ter continuações, mas pelo menos não passou pela situação de acabar se tornando um jogo ruim com o passar do tempo, ao invés disso se tornou um multiplayer clássico lembrado ate hoje com muito carinho.

Patrocinado

Comentários