Não há pulos em Snake Pass, afinal, cobras não pulam

Snake Pass é um jogo de plataforma e puzzles, e ele é excelente nisso! A questão é: como fazer um jogo de plataforma sem a mais simples habilidade de pular?

E incrível como o conceito diferenciado de Snake Pass faz com que ele se destaque no gênero e, mesmo com os frustrantes problemas com a câmera, faz com que ele seja algo descompromissado e divertido. O conceito de plataforma é bem apresentado aqui, onde coletamos colecionáveis que nos liberam novas áreas para novas aventuras. Esses colecionáveis estão espalhados pelo cenário relativamente aberto de Snake Pass em locais cheios de obstáculos em seu caminho ou  simplesmente difíceis de alcançar.

Snake Pass é Divertidíssimo!

 

Snake Pass lembra bastante a estética de Banjo-Kazooie, porém a mecânica chave é controlar uma cobra e é isso que o faz um jogo tão legal. O jogo em si a princípio parece confuso. Controlamos Noodle, a cobra, e somos constantemente ajudados por nossa companheira beija-flor Doodle, que ajuda em algumas sessões e nos acompanha durante todo o jogo. A movimentação é difícil, afinal você é uma cobra em um mundo cheio de obstáculos e isso é levado ao extremo em Snake Pass.

Isso tudo poderia ser um problema se o level design do jogo não fosse tão incrível, onde a todo momento você aprende novos movimentos, caminhos e modos mais fáceis de se enroscar e passar de locais que no começo são simples e vão escalando, ficando mais desafiadores.

Falando sobre level design, é lindo como conceitos infantis são aplicados de maneira gradual levando ao pensamento e aumentando a sensação de risco pouco a pouco, com momentos onde o chão é coberto por lava, ou os clássicos espinhos. Às vezes nem somos presenteados com o chão nos forcando a explorar da mecânica incrível do jogo, se pendurando aqui e ali sem chance de errar. A sensação de recompensa durante as sessões difíceis é agradável e não frustam, ajudando o jogador a ficar grudado na tela sempre tentando avançar pras próximas sessões.

Um velho Inimigo!

Infelizmente, nem tudo são flores, e o carma dos jogos de plataforma também esta presente em Snake Pass, que é a câmera. Em vários momentos a câmera não consegue acompanhar os movimentos constantes, ou simplesmente muda de posição bruscamente o que pra um jogo onde cada movimento é importante torna a experiencia um tanto frustrante. A ultima sessão do jogo é daquelas de querer jogar o controle na parede devido a isso.

Enfim!

 

Independente dos problema de Snake Pass, o jogo é sim marcante e de certa forma inovador, onde ideia é ótima e a aplicação é incrível, com ambientação de cair o queixo, e ótima narrativa. Um dos puzzles mais desafiadores da atualizade.

Patrocinado

Comentários