Imagine um cenário de fantasia medieval com dragões que queimam vilas e saqueiam castelo em busca de acumular tesouros. Parece algo não muito inovador, mas em Dragon Flame você é o dragão que vai ter que desafiar cavaleiros e outros dragões para ser aquele com os melhores tesouros.

Dragon Flame é um card game pequeno que possui como suas principais mecânicas o controle de áreaset collection. O jogo funciona em rodadas bem simples, cada jogador recebe 3 cartas na sua mão que podem ser tesouros variados que dão pontos de vitória, cavaleiros que tiram esses pontos, relíquias que dão poderes especiais e chamas de dragão que vão servir para queimar as vilas. Os jogadores tomam turnos escolhendo em quais castelos vão colocar esses tesouros. Depois que cada jogador colocar todas as suas cartas nos vários castelos, cada um vai escolher um castelo para pegar todas as cartas que estão nele. A graça aqui é que alguns castelos vão possui cartas viradas para baixo que seus oponentes colocaram, então entre um fator de intuição e dedução que deixa o jogo bem divertido.

É na segunda fase de cada rodada que os jogadores vão pegar suas cartas de fogo de dragão e queimar as vilas com as pobres pessoas dentro. Os jogadores colocam marcadores de fogo com sua cor nas vilas e caso a vila seja completamente tomada pelas chamas, os jogadores ganham pontos de vitória. Aquele que queimou mais a vila ganha mais pontos, seguindo de mais um ou dois jogadores. Mas a graça aqui está nessa regra onde a cidade só dá pontos se for totalmente queimada, aqui entra a mecânica de controle de área pois você vai tentar ter mais marcadores no maior número de vilas mas também negociar com outros jogadores para que lhe ajudem a queimar ela toda, procurando um benefício em comum enquanto competem.

Outra mecânica interessante que o jogador deve se tocar é quais os melhores tesouros pegar e entender como cada um lhe dá pontos de formas diferentes. Existem baús da mesma cor que lhe dão pontos exponenciais, mas para cada baú de outra cor que você pegar você vai perder pontos. Existem também estátuas que lhe dão pontos caso você tenha somente uma de cada cor, mas os pontos zeram caso tenha mais de uma. Os jogadores também tem que evitar as cartas de cavaleiro que tiram pontos de você e também aproveitar as cartas de relíquia com poderes variados.

Essa quantidade diferente de cartas funciona muito bem com a principal mecânica do jogo: a dedução. É muito divertido e tenso tentar adivinhar se seus oponentes colocaram cartas boas ou ruins naquele castelo. Vale a pena arriscar um castelo com várias cartas viradas para baixo e algumas boas viradas para cima ou é melhor depender menos da sorte e saquear um castelo com poucas cartas mas com certeza de pontos de vitória? Essas decisões deixam o jogo bem interessante.

Dragon Flame é um filler simples mas que traz bastantes tomadas de decisão tensas e interessante. Existe um certo nível de sorte envolvido e o jogador precisa decidir se vai depender mais da sorte ou não. Além da coleta de cartas também existe um sistema de controle de área bem simplificado que não brilha tanto quanto o jogo de dedução. A arte do jogo segue um estilo mais cartoon e consegue fazer o seu serviço, nem atrapalhando nem ajudando muito na imersão e diversão da partida. Recomendando para queles que procuram um jogo rápido para até 5 pessoas.

Lançado no Brasil: Não
Número de Jogadores: 2-5
Duração: Aprox. 30min.
Preço: Aprox. $15,00

Comentários