Jogo brasileiro “John, The Zombie” traz um Zombie Simulator com boas ideias.

O mercado de jogos está cheio de “simuladores de zueira”. Desde o sucesso de Goat Simulator, algumas outras bizarrices começaram a aparecer no PC, coisas como Rock Simulator ou até Loot Box Simulator. Mas alguns desses jogos tem um algo a mais e conseguem trazer mais do que piadas bobas, um exemplo disso é o jogo brasileiro John, The Zombie.

O jogo, desenvolvido pela Minimal Lab, é tipo um Zombie Simulator. O jogador controla John, um cientista que virou um zumbi consciente e precisa trabalhar com o Dr. Dree (isso mesmo) para achar uma cura. Para isso ele vai ter que se alimentar de pessoas na rua para ganhar recuperar suas habilidades humanas e realizar missões.

Resultado de imagem para john the zombie

Apesar de parecer simples, John, The Zombie traz umas mecânicas bem interessantes. O personagem possui uma barra de life e outra de stamina, essa segunda fica sempre caindo e você precisa se alimentar de pessoas para não morrer. Além disso, existe a já citada habilidade de comer pessoas para ganhar skills como dirigir carro ou reparar objetos. Isso faz com que você fique sempre tentando se alimentar mas também escolher suas vítimas.

O mundo também se transforma enquanto você joga, as pessoas que você morde acabam virando zumbis que ficam perambulando e quanto mais pessoas você mata, mais a população vai se armar contra você, deixando o jogo mais difícil.

Resultado de imagem para john the zombie

John, The Zombie ainda está bastante bugado e precisa de refinamento, mas visto que esse estilo de jogo não se preocupa muito isso, faz parte da diversão sair brincando com esse playground e se divertindo com as bizarrices. Em questão de arte, o jogo tem personagens e cenários bem competentes, não atrapalhando na imersão, tudo isso com animações engraçadas, principalmente quando você está se alimentando. Eu só não entendi muito um filtro com cores extrapoladas que eles decidiram usar, isso me incomodou um pouco.

Resultado de imagem para john the zombie

Deixando de lado alguns bugs, o gameplay é bem eficiente e as quests prendem sua atenção, eu só gostaria que o jogo se levasse um pouco menos a sério e fizesse com que algumas quests fossem mais simples de se realizar. Eu não via motivo em atravessar um mapa todo para cumprir objetivos simples.

John, The Zombie é uma ótima demonstração do poder do desenvolvimento de jogos no Brasil. O jogo segue uma moda mas traz um ótimo diferencial com ideias interessantes, eu gostaria de ver essas mecânicas aplicadas a um jogo mais sério no futuro mas com certeza esse tipo de exploração e simulador tem um público grande no mundo todo.

John, The Zombie está disponível na Steam.

Comentários