Mulher-Maravilha chega aos cinemas dia 1 de junho, e os ingressos podem ser adquiridos nas bilheterias ou sites da rede Cinemark

Preparados para a batalha entre a princesa Diana e o “mundo dos homens”? Hoje, quinta-feira (18/5), a Rede Cinemark dá início à pré-venda de ingressos para “Mulher-Maravilha” (Warner), que chega aos cinemas no dia 1° de junho. As entradas já podem ser adquiridas no site da Cinemark (www.cinemark.com.br) e nos 82 cinemas da Rede no Brasil, pelos valores regulares de bilheteria. Dirigido por Patty Jenkins, o longa-metragem conta com Gal Gadot, Chris Pine e Connie Nielsen no elenco.

cena de mulher-maravilhaDurante a pré-venda, os clientes que comprarem ingressos na bilheteria dos complexos da Cinemark ganharão um minipôster exclusivo do longa. A promoção é válida até o fim dos estoques.

LEIA TAMBÉM: MULHER-MARAVILHA PODE SER A PRIMEIRA VINGADORA DA DC

SINOPSE: Treinada desde cedo para ser uma guerreira imbatível, Diana (Gal Gadot) nunca saiu da paradisíaca ilha em que é reconhecida como princesa das Amazonas. Quando o piloto Steve Trevor (Chris Pine) se acidenta e cai numa praia do local, ela descobre que uma guerra sem precedentes está se espalhando pelo mundo e decide deixar seu lar, certa de que pode parar o conflito. Lutando para acabar com todas as lutas, Diana percebe o alcance de seus poderes e sua verdadeira missão na Terra.

Serviço – Pré-venda “Mulher-Maravilha”
Data da pré-venda:
18 de maio
Estreia do filme: 1° de junho
Classificação indicativa: 12 anos
Duração:140 minutos
Confira os dias e horários no site da Cinemark – www.cinemark.com.br

Rede Cinemark no Brasil 
Líder mundial em venda de ingressos, a Rede Cinemark representa cerca de 30% do mercado brasileiro de cinema e é maior que seus três principais concorrentes juntos, com 610 salas de cinema em 82 complexos distribuídos por 45 cidades em 17 estados e o Distrito Federal: Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Comentários