Produzido pela ZQuatro Studio, o longa-metragem terá locações filmadas na NASA

Entre 13 de novembro de 2017 a 24 de janeiro de 2018 uma equipe de 130 pessoas entre artistas, técnicos e produtores, estará imersa no Nordeste do Brasil e em Orlando (EUA) para rodar “Lucicreide vai pra Marte”, longa-metragem protagonizado por Fabiana Karla.

O filme leva para a tela grande a personagem Lucicreide, interpretada por Fabiana durante anos no programa Zorra Total (TV Globo). Lucicreide foi criada pela atriz em 1989, inspirada nas mulheres nordestinas que a rodeavam. “Eu prestava atenção em todas e achava interessante a linha tênue entre a pureza e força. Juntei isso tudo e fiz uma homenagem muito sincera a todas elas”, revela a atriz, que também é produtora do longa-metragem.

No filme, Lucicreide, depois de perder o controle de sua casa e seus cinco filhos, aceita participar de uma missão que levará o primeiro homem ao Planeta Vermelho e é inscrita pelo filho de seus patrões. Assim, acredita que deixará todos felizes

“Levar a realidade da Lucicreide para o cinema é muito emocionante. E a emoção maior até agora foi entrar no cenário que é a casa dela. Realmente existe uma vida ali, tem detalhes e outros personagens que fazem parte disso tudo. É muito gratificante pegar um personagem que eu fazia quando tinha 14 anos e agora, com 42, conseguir colocá-la na tela grande”, diz Fabiana.

Produzido pela ZQuatro Studio, este é o primeiro longa-metragem dirigido por Rodrigo César, depois de mais de dez anos à frente do programa de humor “Papeiro de Cinderela”, sucesso no Nordeste. A ideia de fazer o filme “Lucicreide vai pra Marte”surgiu de um encontro entre Rodrigo e Fabiana, em 2015. “Fabiana queria algo diferente de tudo o que já foi visto no nosso cinema, começando pelo cenário, que poderia ser a Lua. Pensei que, se era pra ser espaço, que fosse Marte, porque a viagem não tem volta. E isso já inseria um dilema emocional na trama”, conta o diretor, que assina o argumento junto com Fabiana Karla. O roteiro é de Cadu Pereiva, Chico Amorim e Dadá Coelho.

As filmagens acontecem nas cidades de Olinda e Recife, além do Kennedy Space Center, o parque da NASA em Orlando, EUA. É a primeira vez que um filme brasileiro será rodado na NASA, algo que se tornou possível graças ao astronauta brasileiro Marcos Pontes, único do país a ter ido ao espaço. Marcos é consultor do filme e fez todo o diálogo com a NASA.

“Lucicreide vai pra Marte” terá muitos efeitos especiais. A pós-produção também será feita pela ZQuatro Studio e tem a supervisão de Marcelo Vaz. “Tudo ainda é surpresa, mas o público pode esperar sequências 100% feitas em CGI (Computer Graphics Image) e sátiras perfeitas a filmes de temática Sci-Fi e espacial”, diz Rodrigo César.

Além de Fabiana Karla, “Lucicreide vai pra Marte” tem no elenco Adriana Briolli, Paulinho Serra, Cacau Hygino, Lucy Ramos, Isio Ghelman, Jeison Wallace, Isaac Du Vine, Riba Carlovich, Bianca Joy e Renato Chocair. A estreia está prevista para 2018.

Orçado em R$ 5.698.792, o filme tem o maior valor já disponibilizado pela Ancine para uma produção fora do eixo Rio-São Paulo. É uma coprodução 20th Century Fox, Telecine e Globo Filmes. A distribuição é pela Downtown Filmes.

SINOPSE CURTA

A casa de Lucicreide vira um inferno depois da chegada de sua sogra que, despejada, resolve morar por lá. Abandonada pelo marido e sem conseguir liderar seu lar diante dos cinco filhos, ela só tem o desejo de ir embora para bem longe. Sem entender a dimensão de uma viagem espacial, Lucicreide aceita participar de uma missão que levará o primeiro homem ao Planeta Vermelho e é inscrita pelo filho de seus patrões. Assim, acredita que estaria deixando seus filhos felizes.

Patrocinado

Comentários