O “Cinejornal” deste sábado, dia 13, continua mostrando o making of de filmes nacionais que prometem fazer sucesso no cinema. O primeiro é “Legalidade”, dirigido por Zeca Brito, que retrata a mobilização de milhares de brasileiros no início da década de 60 depois que o presidente Jânio Quadros renunciou ao cargo. De um lado, estava o povo, a favor da democracia; do outro, os militares que queriam ocupar o poder. Roger Lerina acompanhou em Porto Alegre as filmagens do longa, que tem previsão de lançamento para o segundo semestre de 2018.

O programa traz também os bastidores de “Paterno”, de Marcelo Lordello. O repórter Julio Cavani traz, direto de Recife, detalhes dos bastidores da produção que tem Marco Ricca como protagonista. O ator dá vida a um arquiteto que abandonou seus sonhos para assumir carreira na empreiteira de seu pai, que agora se encontra à beira da morte.

Já a repórter Bernadete Duarte visita o set do documentário “Humberto Mauro”, dirigido pelo sobrinho neto, André Di Mauro. O filme, uma coprodução do Canal Brasil, conta um pouco da vida do cineasta nascido em Minas Gerais, um dos pioneiros do cinema nacional.

E para finalizar a edição dessa semana do “Cinejornal”, Kiko Mollica registra a gravação da trilha sonora do mais novo longa-metragem do diretor Rafael Primot. “Todo Clichê do Amor” conta histórias de relacionamentos com um elenco de primeira: Débora Falabella, Marjorie Estiano, João Baldaseerini, Maria Luísa Mendonça, entre outros.

Cinejornal
Sábado, dia 13 de janeiro, às 21h
Horários alternativos: Domingo, às 17h30 e sexta, às 12h30

Comentários