1945 novo longa do diretor Ferenc Török, tem a estreia nacional no dia 05 de Abril. O filme é baseado no conto “Hazatérés” (“Homecoming”) de Gábor T. Szántó, que escreveu o roteiro junto com o diretor. A trilha sonora é assinada por Tibor Szemzö (“A Árvore da Vida”), a direção de fotografia por Elemér Ragályi (“A Ilha do Milharal”) e a direção de arte por László Rajk (do vencedor do Oscar “O Filho de Saul”).

Em um dia de verão em 1945, um judeu ortodoxo e seu filho retornam à um vilarejo na Hungria, portando caixas misteriosas, enquanto os moradores se preparam para o casamento do filho do tabelião da cidade. Os habitantes – desconfiados, cheios de remorso e temerosos – esperam o pior e agem dessa forma. O tabelião teme que os homens possam ser herdeiros dos judeus deportados do vilarejo, representando uma ameaça às propriedades e bens que ele adquiriu ilegalmente durante a guerra.

O diretor Ferenc Török retrata o complexo retrato de uma sociedade tentando se acertar com os horrores recentes que vivenciaram, perpetuaram ou apenas toleraram para ganho pessoal. Um elenco incrível, brilhante fotografia preta e branca e direção de arte historicamente detalhada, contribuem para um drama eloquente que reitera o famoso sentimento de Thomas Wolfe: “você não pode voltar para casa novamente.”

O filme foi premiado no Festival de Berlim 2017 com o Prêmio do Público na mostra Panorama e também no Festival de Jerusalém com o Prêmio Yad Vashem, que é concedido para filmes relacionados ao Holocausto.

Recentemente, o ator Péter Rudolf, que faz o tabelião da cidade, ganhou o Prêmio de Melhor Ator no Hungarian Film Awards, o “Oscar Húngaro”, por seu papel no filme. “1945” também recebeu o Prêmio de Melhor Trilha Sonora, concedido para Tibor Szemzö.

1945 | Hungria | 91 minutos | 2017 | Drama

Comentários