Martin Scorsese é um dos melhores diretores vivos, o ítalo-americano é conhecido por diversos filmes, principalmente de Máfia. Mas tem um que às vezes não é lembrado ou até confundido com outros filmes do diretor. Esse filme é Cassino. Scorsese pega todos os conceitos de máfia que ele já é mestre e consegue trazer para essa história de jogos e crime, baseada em fatos reais. Vamos ver agora porque esse é seu melhor filme.

5. Narração em primeira pessoa

Resultado de imagem para CASINO rothstein quote

Esse tipo de narração é marca registrada do diretor, sendo até referenciada muito bem pelo diretor brasileiro José Padilha, que a utiliza muito bem. Mas em Cassino temos os dois personagens principais narrando a história, cada um com suas peculiaridades e visões da trama. Robert DeNiro é alguém mais centrado, enquanto o personagem de Joe Pesci é um psicopata malucão. O filme ainda brinca com essa ferramenta e coloca a narração de um coadjuvante em um certo momento da trama para explicar algo para o telespectador entrar na mente do personagem. Genial.

4. DeNiro e Pesci

Resultado de imagem para CASINO movie

A dinâmica entre esses atores nos filmes de Scorsese não é nada novo, mas nesse filme ambos são protagonistas, sendo amigo e adversário em momentos diferentes da trama. O fato de ambos serem importantes os dá muito tempo de tela e muita improvisação, principalmente quando ambos estão juntos na mesma cena, a química dos dois é tão perfeita que conseguimos imaginar o quanto eles são íntimos dentro e fora do filme. Scorsese disse que só dizia onde eles tinham que começar e terminar, o resto era com eles. É claro que os dois estão fazendo personagens muito parecidos com outros que eles mesmos já fizeram em outras obras, mas não deixa de ser gostoso de assistir.

3. A Trilha Sonora

Resultado de imagem para CASINO movie soundtrack

É sabido que Scorsese é um amante de boa música e ele geralmente recheia seus filmes com elas . Mas esse filme tem praticamente uma música a cada 10 minutos (sendo que o filme tem quase 3 horas, então calcule) e todas são de altíssima qualidade. Passando pelo blues de Muddy Waters, a alguns funkies clássicos e finalizando com The House of Rising Sun no momento de clímax do longa. Todas as canções são muito bem escolhidas a dedo e ajudam bastante na construção da narrativa.

2. Os Palavrões

Tá, não é nada muito importante para um filme, mas todo filme de máfia que se preze precisa ter uma boa leva de palavrões. Cassino ficou em primeiro lugar em filmes que mais falaram palavrões até 1999. São mais de 400 vezes que a palavra com F ou outro palavrão é falado, principalmente pelo personagem de Joe Pesci. Scorsese voltou ao primeiro lugar desse rank com O Lobo de Wall Street em 2013, com quase 600 palavrões.

1. Ritmo Perfeito

O longa tem quase 3 horas de duração e você quase não sente o tempo passar. Isso é um mérito enorme tanto do roteiro quanto da montagem do longa. A narração em primeira pessoa usada por Scorsese ajuda a manter o ritmo e deixar o espectador interessado e informado durante o filme, além disso as cenas de diálogo improvisadas também ajudam a manter essa imersão e tensão que permeia quase todo o filme. Finalmente, o tom de comédia e humor negro que o longa mantém durante quase toda sua trama ajuda a relaxar a tensão criada para que o espectador respire e fique pronto para mais violência e momentos tensos.

 

Comentários