A falta de grana (ou qualquer outro fator mundano) nos obriga a ser seletivos quando se trata de cinema, então listamos alguns motivos para você se convencer de ir conferir Os Incríveis 2 na telona

Finalmente podemos conferir Os Incríveis 2 nos cinemas, um filme que muitos esperam há 14 anos. Porém, pode ser que você ou algumas pessoas conhecidas estejam na dúvida se vale ou não a pena conferir a animação da Pixar nas telonas, seja pela falta de grana ou qualquer outro motivo mundano.

Dessa forma, listamos a seguir 7 motivos para você não perder essa nova aventura da família Pêra:

1. Nostalgia

O primeiro Os Incríveis data de 2004 e representou muita coisa para o cinema de animação. Não apenas pela bela assinatura estética e gráficos de qualidade para a época, mas também por trazer ao cinema uma linguagem bastante comum no mundo dos super heróis, incluindo de clássicos como Watchman e uma equipe e família semelhante ao Quarteto Fantástico, que por sua vez nunca conseguiu encaixar um bom filme.

2. Upgrade visual

Tudo em Os Incríveis 2 está com visual sensacional, e o salto de qualidade, mesmo que obrigatório devido ao tempo que já se passou desde o primeiro, é de encher os olhos. Isso acaba deixando não apenas a ação mais dinâmica, mas também os personagens mais expressivos em tela.

3. Vez delas

As mulheres tem grande participação nesse filme, mesmo que o roteiro não seja feminista de forma militante. No mais, é um prazer ver a Mulher-Elástica trocando de lugar com o Senhor Incrível no protagonismo, ao mesmo tempo em que influencia toda uma nova geração de super heróis.

4. Zezé

Se em 2004 o bebê Zezé já era uma graça, em 2018 isso acaba transcendendo. Com seus poderes aflorando, Zezé é sem sombra de dúvidas o personagem mais engraçado e carismático de Os Incríveis 2. Vale o ingresso só para conferir as cenas em que ele está presente!

5. Edna Moda

Alguns personagens fazem a sessão valer o ingresso mesmo com uma aparição rápida. É o caso de Edna Moda, a estilista dos heróis que ficou marcada em 2004 por evidenciar o quão inútil (e às vezes maléfico) é para um herói ou heroína usar capas. Como não poderia faltar uma nova aparição dela aqui, fica registrado que você irá justificar mais uma vez o seu ingresso com sua participação.

6. Belo filme de super-herói

Assim como no primeiro, Os Incríveis 2 é um grande filme de super-heróis. Isso se reflete tanto na abordagem geracional com a família Pêra quanto na visão da sociedade e dos políticos. Quem for mais velho pode tirar as mais diversas referências a obras como Watchmen e Quarteto Fantástico. A ação também aproveita muito bem os diversos poderes de cada personagem apresentado no longa.

7. Bao

O curta de animação que antecede a sessão é digno dos melhores adjetivos. Dirigido por Domee Shi, Bao conta a história de uma mãe chinesa que está sofrendo uma síndrome do ninho vazio, atpe se deparar com um bolinho com aspectos de criança, e passa a adotá-lo como filho. Shi explora a relação entre pais e filhos nesse curta, de forma sutil e tocante. Confira nossa análise direto do Festival de Annecy, e assista o trailer abaixo:

Comentários