Ao escolher não mostrar a obviedade em certas cenas, Xavier Legrand garante suspense enriquecedor para a narrativa em Custódia

Primeiro longa do diretor e roteirista Xavier Legrand, Custódia chegou à 41ª Mostra já com o peso dos prêmios de Melhor Direção e Melhor Primeiro Filme no Festival de Veneza. Uma responsabilidade e tanta!

E não, o filme de Legrand não decepcionou nem um pouco! Ao trazer uma temática muito atual, a disputa de guarda de filhos menores de idade por pais divorciados, Custódia tem a capacidade de mexer profundamente com o íntimo de seus espectadores.

O roteiro é um verdadeiro deleite! O desenvolvimento de cada personagem é feito com tanto cuidado que no clímax já estamos tão envolvidos com eles como se fossem nossos parentes próximos. Sentimos seus dramas em nossa própria pele. Não à toa ao final do longa, essa espectadora que voa fala saiu completamente atônita da sala de projeção! Legrand ainda une ao seu excelente roteiro uma direção magistral. Fugindo um pouco das tradicionais direções de filmes de drama, ele traz planos diferenciados que nos revelam por vezes mais e menos detalhes do que o necessário. Ao escolher não mostrar a obviedade em certas cenas, Legrand garante certo suspense que em muito enriquece a narrativa.

Além desses brilhantes elementos, às atuações dos protagonistas da história são de uma qualidade extrema! Thomas Gioria, intérprete do pequeno Julien, traz uma atuação digna de grandes atores. Apesar de Léa Drucker viver muito bem a protagonista Miriam Besson, muitas vezes (inclusive no clímax) é Thomas quem rouba a cena. Do outro lado temos também Denis Ménochet vivendo o ex-marido de Miriam, Antoine Besson. Se tem alguém com quem Thomas divide a tela em igual qualidade é Denis. Sua atuação impressiona até aos mais críticos!

Custódia é o resultado entre a união entre dos elementos mais essenciais para um bom filme, direção, roteiro e atuações de alto nível. Agora é esperar para ver quais serão as indicações de Custódia para o Oscar 2018, pois um filme dessa qualidade dificilmente sairá de mãos vazias da mais famosa premiação do cinema.

Publicidade
Loading...

Comentários