Morte do irmão do ditador norte-coreano pode não surpreender tanto quem já assistiu The Propaganda Game

A Coreia do Norte é uma das nações mais fechadas do planeta. Situada no continente asiático, onde faz divisa com a Coreia do Sul, um teco da Rússia e principalmente com a China, o país comandado pelo ditador Kim Jong-un tem rendido nas últimas décadas diversas polêmicas. Seja por seu aparato nuclear, o modo como é tratada a população norte-coreana e até chocantes notícias sobre execuções sumárias de “inimigos da pátria”, grande parte das informações obtidas sobre o país tende a causar medo ou estranheza (até decreto para que todos os jovens usem o mesmo penteado do líder já foi noticiado). Mas será que tudo acontece de acordo com a divulgação?

O documentário The Propaganda Game tenta desvendar ao menos um pouco das diversas questões levantadas quando o assunto é o lado norte da Coreia. Dirigido por Alvaro Longoria, o filme se passa no país em questão a maior parte do tempo, afim de esclarecer algumas coisas como o ufanismo acerca dos líderes vivos e mortos, a constante aversão aos Estados Unidos da América e como a propaganda é usada nesse fluxo de informações.

Nesse balaio todo, é curioso como Alejandro Caos de Benós (um simpatizante espanhol do governo norte-coreano) se torna assunto no próprio documentário. É através dele que a visita ao país é facilitada e ao mesmo tempo vigiada, onde ele defende qualquer coisa relacionada ao regime, chegando ao ponto de justificar um freezer da Coca-Cola por lá (algo contraditório para um país comunista). No geral, é um documentário que dá ao espectador a liberdade para tirar suas próprias conclusões, possibilitando o devido questionamento de ambos os lados dessa guerra midiática.

Indo além de The Propaganda Game, tivemos recentemente a morte de Kim Jong-nam, meio irmão do mandatário norte-coreano. Cercado de polêmicas, aparentemente o que tivemos foi um assassinato por envenenamento envolvendo uma figura de certa forma opositora ao irmão e tido como apoiador de Jang Song-thaek, tio dos dois que foi executado por traição há alguns anos. Juntando cada pecinha, é compreensível que surjam teorias sobre queima de arquivo para se consolidar no poder.

O cenário atual é de muita tensão, principalmente com a Malásia (país onde ocorreu o crime) e, por mais que não liguemos tanto assim para essa treta geopolítica, há muita coisa ruim que pode ocorrer a partir dessa briga. O podcast Xadrez Verbal falou detalhadamente sobre esse assunto no episódio #86 – Malásia, Europa e posse de Aloysio Nunes.

Ouça o podcast, e assista The Propaganda Game. Entender ao menos um pouco sobre a Coreia do Norte é um saudável exercício para a devida compreensão a respeito de como se dá o jogo político em muitos níveis, e como a propaganda pode nos levar a múltiplas interpretações e ponderações.

Patrocinado

Comentários